ia – material educativo

MATÉRIA – VIVÊNCIAS ARTÍSTICAS E PEDAGÓGICAS

Em janeiro de 2021, o ia - Instituto de Arte Contemporânea de Ouro Preto deu início ao Programa Emergencial de Residência Artística – iai, com seis artistas selecionados, de diferentes localidades de Minas Gerais, para conviver virtualmente durante seis semanas investindo em suas práticas artísticas e formação complementar. Diante de um cenário de restrições, Bárbara Mol, Belize de Melo Neves, Douglas Aparecido, Efe Godoy, Lucas Soares e Massuelen Cristina conversaram, fizeram arte, criaram uma mostra digital e elaboraram as propostas que integram, agora, o programa educativo "Matéria – vivências artísticas e pedagógicas", que ficará disponível aqui, para download, ao público interessado.

A publicação, que tem direção de Bel Gurgel e curadoria de Valquíria Prates e Tainá Azeredo, é um convite para que escolas e instituições incentivem suas turmas a explorarem as matérias presentes nos gestos e atos artísticos como proposições, materialidades, poéticas, processos, obras, pesquisas, narrativas de si e de outros, memórias, saberes, referências, perguntas, imagens. Estes elementos foram cartografados pelos participantes do programa e, posteriormente, reunidos e organizados na publicação, que é um ponto de partida para a realização de desdobramentos do projeto em escolas de Minas Gerais – ou de qualquer outro lugar onde exista o desejo de fazer arte.

“Nessa combinação tão particular de tempo e espaço, construímos, ao longo das semanas de residência, um conjunto da multiplicidade de territórios que cada uma habitava no momento. Depois de terminada essa etapa do programa, e com o desejo de levar nossos processos para dentro das escolas e entregar nossas pedras nas mãos de docentes e educadores, criamos este material. Acreditamos que estar em residência é também um processo de formação artística, e não há melhor maneira de terminar esse programa que abrindo as portas para dialogar com processos pedagógicos”, explica a curadora Tainá Azeredo.

Além de diagramas, a publicação reúne um conjunto de recursos elaborados a partir do desejo de incentivar a criação de contextos favoráveis ao desenvolvimento das habilidades indicadas pela Base Nacional Comum Curricular como desejáveis. Elas buscam o fortalecimento da autonomia de estudantes de diferentes faixas etárias em seus processos formativos numa abordagem crítica: perguntas disparadoras; práticas artísticas; ateliê aberto; primeira pessoa; processos em diálogo e processos de aprendizagem.