ia – IA Programa de Residência Artística 2022 - Conteúdo - Live Programa Educativo - 2o Semestre 2022 - tempo

LIVE/IA Programa Educativo

“O que podemos aprender com as artes visuais sobre tempo?”

Quarta e última live do ano do Programa Educativo, voltado para pessoas que trabalham com educação. Esse programa realiza várias atividades ao longo do ano com caráter de formação, oferecendo também materiais e ferramentas que contribuem para a prática com os alunos. A palavra da vez é a mesma que foi o ímã da quarta edição do Programa de Residência Artística 2022, TEMPO, depois de termos passado pelos programas com as palavras EXTINÇÃO, OFÍCIO e CUIDADO; e as pessoas artistas desta residência são o membro do Coletivo de Arte Negra e Indígena (CARNI) e produtor cultural Abiniel Nascimento; Bruno Novaes, que tem obras que compõem o acervo do Museu da Diversidade Sexual de São Paulo; Charlene Bicalho, que trabalha com interven[ação]; a mulher, mãe, artista visual e podcaster Nita Monteiro; o polímata e descendente dos indígenas uchinanchus Shima; e Xikão Xikão, que se interessa pelas autoimagens.

Os desdobramentos desta residência estão na exposição “Paisagens impermanentes”, do quarto e último Programa de Residência Artística de 2022. Nessa mostra, fluxos atravessam paisagens por buracos e fendas, fluem, caem e recaem sobre territórios e memórias. Entre idas e vindas, barreiras, interrupções, caminhos livres, uma coisa é certa: o tempo não para.

Esta mostra completa a sequência iniciada com a live de ABERTURA do Programa Educativo; a live da primeira residência com a palavra EXTINÇÃO; a live da segunda residência com a palavra OFÍCIO; e a live da terceira residência com a palavra CUIDADO.

As mostras relativas às produções de cada uma dessas residências estão disponíveis para visitas na aba de conteúdos do site, bem como um material muito rico na forma de Correspondências Pedagógicas.

O Projeto é idealizado pelo IA - Instituto de Arte Contemporânea de Ouro Preto, realizado pela Secretaria Especial da Cultura e pelo Ministério do Turismo, conta com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura e patrocínio da Gerdau.